segunda-feira, abril 13, 2009

Monstros Vs. Alienígenas


Embora minha criança interior estivesse me enchendo o saco, assisti a Monstros Vs. Alienígenas (Monsters Vs. Aliens, 2009) somente duas semanas após a estreia desta que é a primeira animação da Dreamworks em 3D. A genialidade técnica da produção já estava comprovada no trailer, mas confesso que demorei pra ir ao cinema porque eu tinha lá as minhas dúvidas quanto à qualidade do conteúdo, afinal a Dreamworks, diferente da Pixar, só faz animação sobre malandros e retardados fazendo piadas prontas de grandes sucessos do cinema. E eu já estava cansado de ver sempre a mesma coisa.

Monstros Vs. Alienígenas não foge muito disso. Mas não é que ri além da conta? Atarefado com compromissos adultos, esqueci meu lado infantil nas últimas semanas e nem me liguei que a ideia de juntar dois ícones nerds como monstros e alienígenas na telona não tem como dar errado. Ainda mais quando a garotada atual só quer saber de Ben 10 e Clone Wars. Ou quando marmanjos, como eu, cresceram com Star Wars, Star Trek e outras bobagens descartadas por quem admira intelectuais ao estilo Manhattan Connection.

Sabendo disso, a Dreamworks criou uma heroína bacana como protagonista para chamar a atenção do público (mirim) feminino, até porque os meninos já estavam garantidos na festa. E deu certo. Inspirada em O Ataque da Mulher de 15 Metros, Susan (voz de Reese Witherspoon) é atingida por um meteorito no dia de seu casamento com um chato de galochas. A garotinha apaixonada e iludida pelo noivo, que só pensa na carreira, reverte a situação ao passar a ver sua vida (e o mundo) de uma perspectiva totalmente diferente e superior a de qualquer homem.

Do ponto de vista da moça, entendemos que Monstros Vs. Alienígenas, apesar de ser bobo e legal, assume seu papel como fábula feminista. Mas quebrar a cuca com este filme é desperdício de neurônios. Então, relaxe e imagine como Paula e Hortência juntas não chegariam aos pés de Susan, que é capturada por militares e levada para a famosa Área 51, onde conhece outros "monstros" lendários, mas simpáticos e... inofensivos: o Dr. Barata (voz de Hugh "Dr. House" Laurie), cuja figura homenageia a criatura de A Mosca da Cabeça Branca, B.O.B. (Seth Rogen), a gelatina azul sem cérebro, que representa o primo pobre da Bolha Assassina, e o homem-peixe Elo Perdido (Will Arnett), que lembra o eterno Monstro da Lagoa Negra. Ah, sim. Eu estava esquecendo do mudo Insetossauro, uma gigantesca larva do tamanho do Godzilla.

Quando impiedosos alienígenas chegam ao nosso planeta para recuperar a fonte de energia que deixou Susan com as pernas maiores que as da Ana Hickmann, o governo americano, impotente diante do poder da tecnologia dos ETs, não exita em mandar o esquadrão de monstros para o ataque.

A mistura de ação e comédia funciona que é uma beleza, mas se você não é criança e muito menos tem a cabeça dos pimpolhos, Monstros Vs. Alienígenas pode valer o ingresso pelas risadas de seu filho, sobrinho, irmãozinho, whatever, e, claro, pela bela oportunidade de encarar uma das mais impressionantes experiências 3D da nossa galáxia.

O roteiro pode estar longe de ser um primor, mas acerta na diversão, na homenagem aos filmes B, e na criação de um universo fantástico baseado em criaturas clássicas do terror e da ficção científica utilizadas aqui de forma criativa. Talvez seja um bom começo para uma nova franquia do cinema americano. E, mais do que isso, pode significar a consolidação do 3D como a nova mania da sétima arte para arrancar o povo de casa. Mas se você não é capaz de entrar no clima desta aventura cheia de atrativos técnicos, nerds e infantis, não há outra razão para arriscar uma sessão de Monstros Vs. Alienígenas.

Monstros Vs. Alienígenas (Monsters Vs. Aliens, 2009)
Direção e Roteiro: Rob Letterman e Conrad Vernon

Com as vozes de Reese Witherspoon, Seth Rogen, Hugh Laurie, Will Arnett, Kiefer Sutherland, Rainn Wilson, Stephen Colbert, Paul Rudd, Julie White, Jeffrey Tambor, Amy Poehler, Ed Helms e John Krasinski

6 Comments:

At 1:41 PM, abril 14, 2009, Blogger Museu do Cinema said...

Monstros S.A, gostei, mas sabes que não é a minha praia!

 
At 5:55 PM, abril 14, 2009, Blogger Johnny Strangelove said...

BOB é o cara ... hilario até dizer chega ... pqp ...
Mas é uma animação gostosa, mas muito longe do que poderia ser ... e além disso a dublagem argentina é de fuder os ouvidos ...

ouvindo com a voz original pode melhorar ...

 
At 5:55 PM, abril 14, 2009, Blogger Johnny Strangelove said...

BOB é o cara ... hilario até dizer chega ... pqp ...
Mas é uma animação gostosa, mas muito longe do que poderia ser ... e além disso a dublagem argentina é de fuder os ouvidos ...

ouvindo com a voz original pode melhorar ...

 
At 10:00 PM, abril 14, 2009, Blogger Otavio Almeida said...

Sei sim, Cassiano! Mas acho que se deixássemos para ver apenas uma animação em 2009, esta seria UP. Pelo menos, aposta minhas fichas na Pixar.

Johnny, e o BOB é 100% Seth Rogen! Ficou bem bacana.

Abs!

 
At 9:37 PM, abril 15, 2009, Anonymous Kamila said...

Vou assistir a este filme no final de semana e, depois, passo aqui para dizer o que achei!

Beijos!

 
At 6:20 PM, abril 16, 2009, Blogger Mayara Bastos said...

Meu irmão está louco para ver, acho que irei conferir com ele, por que gosto deste tipo de filme. Parece divertido. ;)

 

Postar um comentário

<< Home