terça-feira, dezembro 25, 2007

Sobrevivemos a 2007 para contar - Parte I


Janeiro

• Babel ganhou o Globo de Ouro de Melhor Filme (Drama), enquanto Dreamgirls levou a estatueta de Melhor Filme (Comédia/Musical).

• HOLLYWOODIANO bateu um papo com Ben Affleck no site The Envelope.

• Mel Gibson voltou a chocar muita gente em Apocalypto.

• Steven Spielberg, George Lucas e Harrison Ford chegaram a um acordo para a quarta aventura de Indiana Jones ganhar vida.

Dreamgirls liderou as indicações ao Oscar em oito categorias, mas foi esquecido em Melhor Filme e Melhor Diretor. Babel veio logo atrás com sete indicações, inclusive nas principais. Babel, Os Infiltrados, A Rainha, Pequena Miss Sunshine e Cartas de Iwo Jima disputaram o prêmio de Melhor Filme.

Fevereiro

• Paul Schrader, diretor de Gigolô Americano e roteirista de Taxi Driver e Touro Indomável presidiu o júri do Festival de Berlim.

• Clint Eastwood lançou não um, mas dois filmaços de guerra: A Conquista da Honra e Cartas de Iwo Jima.

• Will Smith levou uma multidão às lágrimas em À Procura da Felicidade.

• Sylvester Stallone estrelou, escreveu e dirigiu Rocky Balboa, o sexto filme da série que o consagrou em Hollywood.

• Depois de conquistar a América, Sacha Baron Cohen tentou ganhar os brasileiros com Borat. Mas o público daqui, que costuma lotar comédias, não entendeu muito a brincadeira.

• Finalmente, Martin Scorsese ganhou um Oscar. Ele foi o Melhor Diretor, por Os Infiltrados, que também levou as estatuetas de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Montagem. Scorsese ganhou o Oscar das mãos dos ilustres colegas Francis Ford Coppola, Steven Spielberg e George Lucas.

Março

• O fenômeno Heroes chegou ao Brasil pelo Universal Channel.

• Rodrigo Santoro estreou em Lost (e foi o vilão de 300).

• Com Scoop, Woody Allen provou que ainda domina a comédia. Como se ele ainda precisasse provar alguma coisa...

• Sofia Coppola dividiu opiniões com seu Maria Antonieta. Mas a menina não tem medo de arriscar. E é assim que nascem os grandes filmes.

• 10 anos após Titanic, James Cameron saiu do exílio para começar Avatar, seu projeto ambicioso de ficção científica.

Abril

• A decepcionante sexta temporada de 24 Horas estreou no Brasil pela Fox.

Grindhouse naufragou nas bilheterias americanas e a Miramax decidiu dividir o filme em dois. Na verdade, são mesmo dois filmes: Planeta Terror, de Robert Rodriguez, e À Prova de Morte, de Quentin Tarantino. A decisão do estúdio dividiu opiniões.

• Tentaram acabar com a meia-entrada nos cinemas.

• Cho Seung-hui, estudante que matou mais de 30 pessoas antes de cometer suicídio no campus do Instituto Tecnológico da Virgínia (Virginia Tech), no dia 16 de abril, disparou mais de 170 vezes durante os nove minutos de duração do ataque no prédio de engenharia da universidade. Infelizmente, tentaram culpar o cinema. Mais uma vez.

Maio


• Apesar do excelente resultado nas bilheterias, Homem-Aranha 3 foi um dos filmes mais decepcionantes do ano.

• O maestro italiano Ennio Morricone se apresentou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Eu estava lá e fiquei sem palavras.

• Peter Jackson enviou um pacote a quase todos os principais estúdios - a
encomenda incluiu um roteiro de Uma Vida Interrompida, inspirado no livro homônimo de Alice Sebold, uma previsão de orçamento, a data de início das filmagens, as locações sugeridas, um CD com músicas dos anos 70 para a trilha e, claro, um pedido de leilão. A Dreamworks deu o lance mais alto e a iniciativa balançou Hollywood.

• Divulgaram as primeiras imagens do set de Australia, novo filme de Baz Luhrmann, com Nicole Kidman cheia de botox.

• Vimos o fim da trilogia Piratas do Caribe.

4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias, do romeno Cristian Mungiu, ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

• O lendário John Wayne teria chegado aos 100 anos.

Junho


• O incompreendido cineasta David Fincher lançou Zodíaco. Por mais uma vez, quase ninguém entendeu o que ele quis dizer. O que é uma pena.

• Em carta oficial, Sean Connery decidiu não participar do novo Indiana Jones. O maior James Bond do cinema está mesmo aposentado.

• Depois de Platoon, Nascido em 4 de Julho e Entre o Céu e a Terra, o paranóico cineasta americano Oliver Stone retornou ao Vietnã com o início do projeto Pinkville.

• Christian Bale apareceu com armadura do Cavaleiro das Trevas durante as filmagens de The Dark Knight, a esperada seqüência de Batman Begins.

Spielberg ligou as câmeras para filmar o novo Indiana Jones. Pela primeira vez, em 18 anos, Harrison Ford apareceu com as roupas do herói.

Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado, Treze Homens e um Novo Segredo e Shrek Terceiro chegaram aos cinemas.

• O American Film Institute atualizou sua lista dos melhores filmes de todos os tempos. Mas não houve surpresa: Cidadão Kane continuou em primeiro lugar.

7 Comments:

At 7:54 AM, dezembro 26, 2007, Anonymous Vinícius P. said...

Sem dúvida uma ótima retrospectiva! O primeiro semestre foi marcado por muitas decepções no cinema, como foi o caso de "Shrek Terceiro" e principalmente "Homem-Aranha 3". O Oscar foi o melhor dos útimos anos, não só pelo resultado satisfatório (premiando filmes que realmente mereciam), mas pela cerimônia em si.

Abraço e parabéns! ;-)

 
At 11:31 AM, dezembro 26, 2007, Blogger Museu do Cinema said...

Obrigado Otávio, feliz natal atrasado e um feliz 2008 adiantado.

Quanto a retrospectiva discordo do incompreendido do Fincher e do mais uma vez ninguém entendeu o que ele quis dizer, sinceramente, quem não compreendeu esse filme (umas 3 pessoas no mundo) é melhor só ver Homem Aranha...

 
At 1:19 PM, dezembro 26, 2007, Blogger Otavio Almeida said...

Valeu, Vinicius!
HOMEM-ARANHA 3 foi uma das decepções de 2007. Sem dúvida.

Cassiano, obrigado! Eu adoro ZODÍACO. Mas muita gente reclamou e disse que o filme deu sono. Fazer o quê?

Abs!

 
At 5:12 PM, dezembro 26, 2007, Blogger Kamila said...

Ótima retrospectiva. Acho que o que resume o primeiro semestre de 2007, além do Oscar, é claro; foi a decepção com as terceiras partes de filmes como HOMEM ARANHA, PIRATAS DO CARIBE e SHREK.

Beijos.

 
At 6:04 PM, dezembro 26, 2007, Blogger Museu do Cinema said...

Mandar esses caras irem assistir Homem Aranha com um saco de pipoca. Nada contra as pipocas!

 
At 11:07 PM, dezembro 26, 2007, Anonymous Wally - Cine Vita said...

Ótima retro! Mesmo que eu tenha gostado muito de Homem-Aranha 3, não deixou de ser uma decepção, já que eu esperava o melhor filme do ano. E o Oscar foi ótimo, além do brilhante Zodíaco.

Ciao!

 
At 11:14 PM, dezembro 26, 2007, Blogger Romeika said...

Muito boa a retrospectiva! Gostei do comentário sobre a Sofia Coppola, e quanto a "Zodíaco", eu devo ser uma dessas pessoas que não entendeu o cineasta, pelo menos dessa vez. Reiterando, eu gostei, mas não achei uma obra prima. Beijos. ^^

 

Postar um comentário

<< Home