domingo, dezembro 09, 2007

There Will Be Blood é o favorito dos críticos de L.A.


A Associação dos Críticos de Los Angeles (Los Angeles Film Critics Association) divulgou hoje os seus favoritos de 2007. O épico There Will Be Blood, de Paul Thomas Anderson ganhou quase tudo. Merecidamente, Marion Cotillard foi a Melhor Atriz, por Piaf - Um Hino ao Amor, e o grande Daniel Day-Lewis foi o Melhor Ator, por There Will Be Blood.

Vlad Ivanov surpreendeu ao ser escolhido como o Melhor Ator Coadjuvante, por 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias. Em relação a outro prêmio importante, o National Board of Review, a L.A. Film Critics Association confirma um certo favoritismo para o Oscar e o Globo de Ouro: Amy Ryan ganhou mais uma vez como Melhor Atriz Coadjuvante, por Gone Baby Gone (desta vez, também por Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto).

Veja abaixo, os principais vencedores do prêmio da L.A. Film Critics Association, que será entregue no dia 12 de janeiro de 2008:


Melhor Filme
There Will Be Blood

Melhor Diretor
Paul Thomas Anderson • There Will be Blood

Melhor Roteiro
The Savages

Melhor Ator
Daniel Day-Lewis • There Will Be Blood

Melhor Atriz
Marion Cotillard • Piaf - Um Hino ao Amor

Melhor Ator Coadjuvante
Vlad Ivanov • 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias

Melhor Atriz Coadjuvante
Amy Ryan • Gone Baby Gone e Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Melhor Filme Estrangeiro
4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias


Melhor Direção de Arte
There Will Be Blood

Melhor Trilha Sonora
Once

Melhor Animação
Ratatouille e Persepolis

Melhor Fotografia
O Escafandro e a Borboleta

5 Comments:

At 3:44 AM, dezembro 10, 2007, Blogger Vinícius P. said...

Gostei muito da vitória de "There Will Be Blood", até mesmo para mostrar a força do filme do Paul Thomas Anderson - já fico um pouco mais confiante para o Oscar. Quanto ao resto, me surpreendi com esse prêmio para o ator de "4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias", sem falar que a Amy Ryan torna-se uma candidata em potencial para o Oscar.

Abraço!

 
At 2:27 PM, dezembro 10, 2007, Blogger Kamila said...

"There Will Be Blood", para mim, já desponta como favorito ao Oscar de Melhor Filme porque, além de vencer LA, ganhou NY - e estas duas associações, ao lado da National Society of Film Critics, são as que importam para os votantes do Oscar.

A Amy Ryan tem sido a grande surpresa desse início de temporada de premiação. Mas, como acabei de comentar no blog do Wanderley, não custa nada lembrar que outras queridinhas da crítica, como Julianne Moore (por "Far From Heaven"), saíram de mãos vazias do Oscar.

De qualquer maneira, a Amy Ryan tem perfil de vencedora do Oscar de Atriz Coadjuvante: é desconhecida (mesmo já tendo sido indicada ao Tony Awards), está no seu primeiro papel de destaque e interpreta uma péssima mãe no filme do Affleck.

Se isso não for "papel de Oscar", então...

Beijos.

 
At 2:36 PM, dezembro 10, 2007, Anonymous Wally - Cine Vita said...

Como disse no blog da Kamila, There Will Be Blood parece ser o filme pelo qual a Academia finalmente reconhecerá o talento de PT Anderson, que deveria ter sido reconhecido desde 1997, com Boogie Nights e 1999 com Magnólia.

E finalmente Marion Cottilard merecidamente leva um prêmio da crítica.

Ciao!

 
At 11:28 PM, dezembro 10, 2007, Blogger Luciano said...

Uia! Vlad Ivanov!? A participação dele é mínima no filme. Apesar de super intensa, acho um exagero.

Estou louco para ver There Will Be Blood. Aliás é o filme que mais quero ver dessa leva, ao lado de Onde os Fracos Não Têm Vez.

PS: Não recebi o e-mail da SBBC, Otávio. Manda pra mim, ok?
asalacine@gmail.com

Abs!

 
At 10:48 AM, dezembro 11, 2007, Blogger Otavio Almeida said...

Ok, Luciano! Abs!

 

Postar um comentário

<< Home