quinta-feira, novembro 27, 2008

Segurando as Pontas

Seth Rogen e James Franco são Frodo e Sam modernos?
Ou eles são a dupla de "Sideways" trocando o vinho pela maconha?



Judd Apatow é o diretor de O Virgem de 40 Anos, Ligeiramente Grávidos, e produtor de Superbad, entre outras comédias inteligentes (e, por isso, raras) do momento. Atualmente, Apatow é o estudioso-mor da sensibilidade, do papel e dos limites do macho no século XXI, época ingrata para o amor verdadeiro e a amizade incondicional, afinal o Homem torna-se cada vez mais refém da tecnologia, abraçando inconscientemente a solidão e a distância do calor humano graças a algumas horas de internet e a importância exacerbada aos bens materiais supérfluos.

Com tanta facilidade no mundo atual, como é que o macho desempenha seu papel numa sociedade em que ele não é mais imprescindível, inclusive para o sexo oposto? Seguindo a estrutura de chick flicks que fizeram as carreiras de Meg Ryan, Julia Roberts e Sandra Bullock, Judd Apatow tenta responder tirando a mulher do centro das atenções e inserindo o homem num universo cheio de dúvidas, incertezas e inseguranças sobre seu futuro à procura de um lugar estável no mundo. Tudo isso com roteiros de primeira carregados com o podre e direto linguajar masculino de botequim.

Em seus filmes, Judd Apatow coloca o homem questionando e enfrentando tabus geralmente voltados para as mulheres no cinema - virgindade, gravidez e a amizade acima de todas as coisas. Este último quesito é tema de Segurando as Pontas (Pineapple Express, 2008), produzido por Apatow e dirigido por David Gordon Green. E... Vamos combinar que a cobrança dos últimos séculos para que o homem fosse corajoso, forte, protetor de mocinhas indefesas e incapaz de derramar lágrimas tornou a tarefa de aceitar uma amizade masculina real e fiel um tanto ingrata.

Espertinhos ávidos por auto-afirmação e doidos para deixarem seus armários dirão que Dale (Seth Rogen) e Saul (James Franco - ótimo) são gays enrustidos etc, etc. Mas um pouquinho de inteligência na cachola do espectador levará à compreensão do lema da dupla de protagonistas, que é "Bros before hoes" (algo como "os manos antes das minas", no vocabulário popular dos paulistanos), além de "Best Fuckin' Friends Forever, man!". Como se isso não bastasse, eles vivem dizendo um ao outro as palavrinhas mágicas: "Amo você, cara!"

Recentemente, muitos confundiram homossexualismo com amizade incondicional entre pessoas do mesmo sexo, em O Senhor dos Anéis, com os personagens de Elijah Wood e Sean Astin, e até mesmo em Sideways, com Paul Giamatti e Thomas Haden Church. Aliás, tire o vinho de Sideways, acrescente a maconha e tenha a receita inicial de Segurando as Pontas. Sim, eu disse "inicial", já que lá pela metade, David Gordon Green, Judd Apatow & Cia. propõem uma ode ao típico filme macho de ação truculenta e violentíssima dos anos 80.

É sério, amigo! Segurando as Pontas é engraçado do início ao fim, mas até a metade é possível se matar de rir com os apuros dos amigos Dale e Saul, que se metem numa tremenda enrascada com traficantes e policiais corruptos, quando eles só queriam fumar a tal poderosa maconha que responde pelo título original do filme: Pineapple Express. Mas do meio para o fim, Segurando as Pontas vira um exemplar genuíno de ação com tiros, explosões, mutilações e muita pancadaria de duas décadas atrás. Quem foi fã naquela época de Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone, Jean-Claude Van Damme, Chuck Norris e Steven Seagal vai adorar e continuar rachando o bico de tanto rir. Talvez as moças odeiem a segunda parte, é verdade. Mas, vai saber, neste mundo cada vez mais equilibrado entre as ideologias de homens e mulheres, pode ser que as fêmeas também entrem na brincadeira de Judd Apatow e David Gordon Green.

Sei que eu saí do cinema estranhando um pouco a mudança de tom, mas me diverti à beça assim mesmo. Alguns dias depois, refleti um pouco sobre Segurando as Pontas, e eu já queria contar o filme a todos os meus amigos (os que gostam de mulheres e não os sensíveis) e dizer aos melhores entre eles o mesmo que Dale e Saul dizem um ao outro: "Amo você, cara!"


Segurando as Pontas (Pineapple Express, 2008)
Direção: David Gordon Green
Roteiro: Seth Rogen e Evan Goldberg

Elenco: Seth Rogen, James Franco, Gary Cole, Rosie Perez, Craig Robinson, Kevin Corrigan, Amber Heard e Danny McBride

20 Comments:

At 12:10 AM, novembro 28, 2008, Blogger Robson Saldanha said...

Otávio, como faz pra participar da Sociedade dos blogueiros Cinéfilos?

Ah, quanto ao filme nunca faço muita questão de ver esse estilo de filme! =)

 
At 12:13 AM, novembro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Bom, Robson, mande seu e-mail para blogueiroscinefilos@gmail.com

Aí eu cadastro teu blog. Ou a Kamila faz isso. Nós cuidamos da SBBC. O Vinicius tb fará isso.

Abs!

 
At 12:22 AM, novembro 28, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Otávio, não te amo! Mas vc é legal... A melhor parte de seu texto foi a enfâse em parentêses no final, rsrs. Esse filme já estreiou na telona?

 
At 12:23 AM, novembro 28, 2008, Anonymous Denis Torres Ferreira said...

Vamos ver se o novo do Ridley Scott salva a semana amanhã...

 
At 12:25 AM, novembro 28, 2008, Blogger Johnny Strangelove said...

Rapaz ... tem momentos muito foda ...

"Coloca igual ao Maximum Overdrive!!!!"
"Eu já transei com duas e meia ..."
"Eu não estudo aqui então se foda professor de merda!"

E momentos belissimos quando eles brincam na floresta e quando Saul chora no parque a gordinha fica olhando ...

Não atingiu como deveria ser ... mas mesmo assim É BEEEEEEEEEEEEEEEM acima da média ...


abraços

 
At 12:26 AM, novembro 28, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Ah, finalmente assisti ontem o filme Play it again, Sam. Este filme é de 72 com o Woody Allen. Já ouviu falar? Maravilhoso!!!

 
At 12:26 AM, novembro 28, 2008, Anonymous Wally said...

Quero muito ver. Ouvi e li muitas coisas boas sobre ele. E originalidade é sempre bem-vinda. Deve ser bom!

E sai de baixo MESMO! LOST ta chegando! *_*

Ciao!

 
At 12:43 AM, novembro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Denis, o filme passou na Mostra de SP, mas vi na última pré da SET. Só que vai sair direto em DVD. Ah, tem REDE DE MENTIRAS e QUEIME DEPOIS DE LER.

Johnny, valeu! Bros before hoes!

Wally, vc vai dar altas risadas com essa dupla da pesada (como diz o locutor das propagandas dos filmes da Globo).

Abs!

 
At 12:46 AM, novembro 28, 2008, Anonymous Denis Torres said...

E o Play it Again, vc conhece?

 
At 1:08 AM, novembro 28, 2008, Blogger Johnny Strangelove said...

E FUCK THE PO-LICEEEEE!!!!

James Franco arripia num filmi!

 
At 8:57 AM, novembro 28, 2008, Blogger pseudo-autor said...

Não curti tanto quanto gostaria. Confesso a voc~e que não sou nenhum admirador notório de comédias, mas, sinceramente, esperava mais (pelo que vi no trailer quando passou na TNT, parecia bem melhor!)

Cultura? Informação?
http://robertoqueiroz.wordpress.com
http://pequenos-takes.blogspot.com

 
At 1:56 PM, novembro 28, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Otávio, saiu em em edição especial dupla o filme O Veredicto, de Sidney Lumet, por R$29.90 na 2001.

 
At 4:31 PM, novembro 28, 2008, Blogger Pedro Henrique said...

Não encare isso como um preconceito, longe disso, mas comédia pra mim só as do Woody Allen. Raramente sai alguma coisa que me agrade, como é o caso de Superbad e Agente 86.

Abs!

 
At 8:25 PM, novembro 28, 2008, Anonymous Kamila said...

Otavio, adorei o texto! Você tem caprichado muito nestes últimos tempos, hein? Me deixou morta de vontade de conferir o filme! Adoro as comédias do Judd Apatow!

Beijos e bom final de semana!

 
At 10:28 PM, novembro 28, 2008, Blogger Kau said...

Eu tinha lá minhas esperanças com este filme e confesso que ainda tenho expectativas! James Franco é bem gente fina...

Existe uma Sociedade dos Blogueiros Cinéfilos? Como funciona?

Ahhh, esqueci de falar que Ligeiramente Grávidos e Superbad foram lindas surpreses ano passado.

Abraços e bom fds!

 
At 1:30 AM, novembro 29, 2008, Anonymous Vinícius P. said...

Ultimamente não estava muito afim dessas comédias (sei lá, perdeu um pouco a graça depois de um tempo), mas seus comentários me animaram para ver esse "Pineapple Express". Enfim, dar boas risadas no cinema é algo raro atualmente.

 
At 11:45 AM, novembro 29, 2008, Blogger Gustavo H.R. said...

Com tantos 'chick flicks' por aí, só podemos agradecer a um cara sensível que faça 'boy flicks'! Por que não, não é?
Vou prestar mais atenção nos projetos do cara, seja como diretor, roteirista ou produtor.
Ah, e também teve quem achou gay a declaração de amor entre amigos em SUPERBAD, dá para acreditar?

Cumps.

 
At 11:31 PM, novembro 30, 2008, Blogger Pedro Henrique said...

Pô, deixaram os caras empatar o jogo hein?!

E meu tricolor segue vivo!

 
At 3:20 AM, janeiro 04, 2013, Anonymous Anônimo said...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

 
At 11:09 AM, janeiro 13, 2013, Anonymous Anônimo said...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

 

Postar um comentário

<< Home