sexta-feira, novembro 14, 2008

De bobo, Woody Allen não tem nada


Mia Farrow, Diane Keaton e Dianne Wiest já foram "Musas de Woody Allen". Se um bom autor precisa ou não de uma musa para criar e brilhar, o diretor novaiorquino esclarece este mito com os melhores filmes de sua extraordinária carreira. É só pensar em uma obra essencial do diretor nos anos 70 ou 80. Não tem como errar - no elenco, temos sempre Mia Farrow ou Diane Keaton ou Dianne Wiest. Ou todas juntas, como em A Era do Rádio, de 1986.

Mas depois da conturbada separação pessoal e artística de Mia Farrow, Allen alternou bons e maus momentos na década de 1990. Só dois filmes realmente prestaram: Tiros na Broadway, de 1994, e Poderosa Afrodite, de 1995. Desconstruindo Harry, de 1997, é legal, assim como Poucas e Boas, de 1999, mas ambos não chegam aos pés dos filmes citados acima. E em Tiros na Broadway, o diretor contou com Dianne Wiest. Mas por onde anda Diane Keaton? Sim, ela anda fazendo produções descartáveis e bem que poderia trabalhar com Woody Allen novamente.

Em Poderosa Afrodite, de 1995, Allen deu o Oscar a Mira Sorvino, que esteve brilhante naquele filme, mas nunca mais fez coisa alguma que justificasse sua estatueta dourada. Enfim, a nova musa não era Mira Sorvino. Foi apenas uma espécie de One Night Stand artística.

A primeira metade da década atual também foi pouco inspirada para Woody Allen. Mas fazer o quê? O velhinho falastrão de óculos adora lançar um filme por ano... E sem uma musa, fica difícil. Mesmo com a mulherada sendo o centro das atenções ou atuando como objeto do desejo dos personagens masculinos criados pelo diretor, Allen precisava de uma nova musa. A nova mulher ideal.

Eis que em 2005, o diretor foi bancado por Londres. Deixou Nova Iorque para trás e partiu de mala, óculos e cuia para a terra dos criadores do futebol. Na bagagem, Scarlett Johansson, loiraça, menina com jeito de mulherão e com um corpinho que os gringos não costumam ver pelas ruas ianques. Não deu outra. Allen acertou a mão em Match Point, lançado em 2005. Segundo o próprio diretor, este é o seu melhor filme. Vai discordar? Bom, de lá para cá, a doce Scarlett esteve em Scoop e o novo Vicky Cristina Barcelona. Três dos quatro filmes lançados por Woody Allen nos últimos três anos. Não que Scarlett seja uma atriz extraordinária em seus filmes. Mas Allen voltou para mais um "auge" em sua carreira. E só por ter levantado o "astral" do diretor, os cinéfilos agradecem a Scarlett Johansson.

Quem sabe se um dia, Woody Allen junta Scarlett Johansson, Diane Keaton e Dianne Wiest em um mesmo filme? Seria bacana demais, afinal pedir por Mia Farrow neste momento é como torcer para o Íbis subir para a Série A do Campeonato Brasileiro. Mas anote esta idéia, Woody!

Vicky Cristina Barcelona estréia hoje no País. Não perca. E leia a crítica do Hollywoodiano aqui. Aliás, o blog torce por uma indicação de Penélope Cruz ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Ela está linda na maior atuação de sua carreira.

16 Comments:

At 10:39 PM, novembro 14, 2008, Anonymous Kamila said...

Otavio, acho que a Penelope será indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Ainda não assisti "Vicky Cristina Barcelona" (que nem estreou por aqui), mas, de acordo com o buzz, colocaria a Penelope, a Viola Davis e a Kate Winslet como grandes favoritas, neste momento, ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Beijos e bom final de semana!

 
At 11:06 PM, novembro 14, 2008, Blogger Kau said...

Otavio, assisti hoje à Vicky Cristina Barcelona. A premissa é incrível: a meu ver, ele quis personificar em cada personagem um tipo de paixão, um tipo de amor. Mas não vou estragar o texto que publicarei domingo!!

PS: a atuação de Penélope é EXTRAORDINÁRIA.

Abraços, garoto!

 
At 1:47 AM, novembro 15, 2008, Blogger Gustavo H.R. said...

Gostaria de conhecer melhor o cinema de Allen e charme e talento de suas musas.
Mas observando seu histórico, pode-se dizer que para qualquer atriz, estar nas mãos de Allen é como uma apólice de seguro no que toca à qualidade da interpretação.

E Cruz está melhor em VCB do que em VOLVER? Oscar para ela!

Cumps.

 
At 3:06 AM, novembro 15, 2008, Anonymous Denis Torres said...

http://www.interney.net/blogs/melhoresdomundo/2008/11/13/assista_ao_trailer_internacional_de_o_di/#more27503

Ainda bem que eles não derrubaram o Morumbi, né? Pois domingo vai lotar!!!

 
At 4:18 AM, novembro 15, 2008, Anonymous Denis Torres said...

http://www.interney.net/blogs/melhoresdomundo/2008/11/13/assista_ao_trailer_internacional_de_o_di/

 
At 4:18 AM, novembro 15, 2008, Anonymous Denis Torres said...

http://www.interney.net/blogs/melhoresdomundo/2008/11/13/assista_ao_trailer_internacional_de_o_di/

 
At 9:08 AM, novembro 15, 2008, Anonymous Vinícius P. said...

Gosto muito da Scarlett e sem dúvida acho que faz por onde merecer esse título de nova "musa" do Woody Allen. Seria interessante mesmo uma reunião com todas elas. E quase não há dúvidas que Penélope será indicada ao Oscar - como "Vicky" foi o único filme visto até agora pela maior parte da imprensa americana, ela está em primeiro na maioria das previsões, mas deve cair para segundo com a estréia de "The Reader" (Winslet é imbatível esse ano).

 
At 9:22 AM, novembro 15, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Kamila, quem é Viola Davis? O nome não me é estranho, mas não consigo lembrar agora...

Kau, Penélope está ótima msmo! Depois vou ao seu blog para ler seu texto.

Gustavo, não sei se vc já viu, mas alugue os DVDs de NOIVO NEURÓTICO, NOIVA NERVOSA, MANHATTAN, HANNAH E SUAS IRMÃS, CRIMES E PECADOS, UM MISTERIOSO ASSASSINATO EM MANHATTAN, A ERA DO RÁDIO e A ROSA PÚRPURA DO CAIRO. Depois me conta o que achou.

Denis, e sua opinião sobre VICKY CRISTINA BARCELONA?

Abs!

 
At 9:24 AM, novembro 15, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Vinicius, então a Kate Winslet pode ganhar dupla indicação? THE READER e REVOLUTIONARY ROAD (Acertei o nome? Ou é aquele com Joaquin Phoenix?)?

Abs!

 
At 10:54 AM, novembro 15, 2008, Blogger Pedro Henrique said...

E depois dizem que Woody Allen não sabe coordenar um elenco...

 
At 2:53 PM, novembro 15, 2008, Blogger Cecilia Barroso said...

Nossa! Seria demais, Otávio!

Vai ter um curso só sobre Woody Allen na escola de cinema Planeta Tela em janeiro. Fiquei doida para fazer.

Beijocas

 
At 4:11 PM, novembro 15, 2008, Anonymous Kamila said...

Otavio, a Viola Davis está no elenco de "Doubt". É uma atriz pouco conhecida, que só fez papéis pequenos no cinema. Neste ano, ela interpretou a melhor amiga da Diane Lane em "Noites de Tormenta", fez a avó do 50 Cent no filme inspirado na vida do rapper, esteve em "Paranóia". Ela é aquela atriz que a gente conhece, mas não sabe como se chama.

Beijos!

 
At 5:15 PM, novembro 15, 2008, Blogger Museu do Cinema said...

Concordamos poucas vezes Otávio, Vicky é mais uma! Apesar de eu ir mais longe!

Agora, tira o Oscar de lado! Aquele prêmio já era!

 
At 6:18 PM, novembro 15, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Otávio, minha opinião é a mesma que a sua. E para citar Tina Turner, you´re simply the best. Cassiano, acho que vc se empolgou mais com o filme do que o Otávio, que já assistiu todos os principais do Woody Allen. Abs.

 
At 7:07 PM, novembro 15, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Pedro, quem diz isso é um "bobão" ou uma "bobona". Alguém muito infantil que ainda chupa o dedo. Alguém muito "feio".

Cecilia, que legal esse curso. Será com o Celso Sabadin?

Kamila, muito obrigado!

Cassiano, parabéns!

Denis, obrigado!

Abs!

 
At 12:53 PM, novembro 16, 2008, Blogger Hélio said...

A vantagem da Johansson em relação a outras musas (que são todas mais talentosas como atriz, bom lembrar), é que o Mestre a filmou beijando Penelope Cruz. Ô coisa linda, meu deus...

Mas deixa eu discordar absurdamente de voce aqui: os anos 90 foram otimos pra Allen e acho Tiros na Broadway, Desconstruindo Harry, Todos Dizem Eu Te Amo e Um Misterioso Assassinato em Manhattan absolutamente geniais, com Celebridades e Poderosa Afrodite sendo bem legais. Nao curto muito Poucas e Boas e os demais eu nao vi ainda (Neblinas e Sombras, Maridos e Esposas e Alice).

Agora, na nova década, eu so salvo Match Point e este novo Vicky Cristina Barcelona.

Abraços!

 

Postar um comentário

<< Home