terça-feira, dezembro 09, 2008

Os 100 da Cahiers Du Cinéma


A revista francesa Cahiers Du Cinéma é a mais respeitada da face da Terra quando o assunto é a sétima arte. De lá, críticos viraram cineastas - entre eles Godard, Truffaut e Chabrol. Mas babar para a revista é como se gabar que Flamengo e Santos já foram campeões do mundo em um passado distante. Mas, ei, essa é a minha opinião.

A notícia é que a publicação consultou 76 cineastas, historiadores e críticos franceses para lançar o livro 100 Films pour une Cinémathèque Idéale, com uma centena de produções obrigatórias para você ver antes de bater as botas. Presentão de Natal, hein! Aliás, o que sai de livro desse naipe durante esta época do ano é brincadeira... Mas, enfim, toda lista é polêmica. Esta não é diferente, afinal não apresenta mais do que três filmes dos últimos 20 anos.

Veja abaixo os 100 da Cahiers Du Cinéma e dê sua opinião, que vale muito aqui neste espaço. A começar pelo óbvio primeiro lugar.


Cidadão Kane (1941)
Orson Welles

O Mensageiro do Diabo (1955)
Charles Laughton

A Regra do Jogo (1939)
Jean Renoir

Aurora (1927)
F. W. Murnau

O Atalante (1934)
Jean Vigo

M, o Vampiro de Dusseldorf (1931)
Fritz Lang

Cantando na Chuva (1952)
Stanley Donen & Gene Kelly

Um Corpo que Cai (1958)
Alfred Hitchcock

O Boulevard do Crime (1945)
Marcel Carné

Rastro de Ódio (1956)
John Ford

Ouro e Maldição (1924)
Erich von Stroheim

Onde Começa o Inferno (1959)
Howard Hawks

Ser ou Não Ser (1942)
Ernst Lubitsch

Era uma Vez em Tóquio (1953)
Yasujiro Ozu

O Desprezo (1963)
Jean-Luc Godard

Contos da Lua Vaga (1953)
Kenji Mizoguchi

Luzes da Cidade (1931)
Charlie Chaplin

A General (1927)
Buster Keaton

Nosferatu (1922)
F. W. Murnau

A Sala de Música (1958)
Satyajit Ray

Monstros (1932)
Tod Browning

Johnny Guitar (1954)
Nicholas Ray

A Mãe e a Puta (1973)
Jean Eustache

O Grande Ditador (1940)
Charlie Chaplin

O Leopardo (1963)
Luchino Visconti

Hiroshima, Meu Amor (1959)
Alain Resnais

A Caixa de Pandora (1929)
Georg Wilhelm Pabst

Intriga Internacional (1959)
Alfred Hitchcock

Batedor de Carteiras (1959)
Robert Bresson

Amores de Apache (1952)
Jacques Becker

A Condessa Descalça (1954)
Joseph L. Mankiewicz

O Tesouro do Barba Rubra (1955)
Fritz Lang

Desejos Proibidos (1953)
Max Ophüls

O Prazer (1952)
Max Ophüls

O Franco Atirador (1978)
Michael Cimino

A Aventura (1960)
Michelangelo Antonioni

O Encouraçado Potemkin (1925)
Sergei Eisenstein

Interlúdio (1946)
Alfred Hitchcock

Ivan, o Terrível (1944)
Sergei M. Eisenstein

O Poderoso Chefão (1972)
Francis Ford Coppola

A Marca da Maldade (1958)
Orson Welles

Vento e Areia (1928)
Victor Sjöström

2001 - Uma Odisséia no Espaço (1968)
Stanley Kubrick

Fanny e Alexander (1982)
Ingmar Bergman

A Turba (1928)
King Vidor

8 1/2 (1963)
Federico Fellini

Sel Sol (1962)
Chris Marker

O Demônio das Onze Horas (1965)
Jean-Luc Godard

O Romance de um Trapaceiro (1936)
Sacha Guitry

Amarcord (1973)
Federico Fellini

A Bela e a Fera (1946)
Jean Cocteau

Quanto Mais Quente Melhor (1959)
Billy Wilder

Deus Sabe Quanto Amei (1958)
Vincente Minnelli

Gertrud (1964)
Carl Theodor Dreyer

King Kong (1933)
Ernst Shoedsack & Merian J. Cooper

Laura (1944)
Otto Preminger

Os Sete Samurais (1954)
Akira Kurosawa

Os Incompreendidos (1959)
François Truffaut

A Doce Vida (1960)
Federico Fellini

Os Vivos e os Mortos (1987)
John Huston

Ladrão de Alcova (1932)
Ernst Lubitsch

A Felicidade Não Se Compra (1946)
Frank Capra

Monsieur Verdoux (1947)
Charlie Chaplin

O Martírio de Joana d'Arc (1928)
Carl Theodor Dreyer

Acossado (1960)
Jean-Luc Godard

Apocalypse Now (1979)
Francis Ford Coppola

Barry Lyndon (1975)
Stanley Kubrick

A Grande Ilusão (1937)
Jean Renoir

Intolerância (1916)
D. W. Griffith

Partie de Campagne (1936)
Jean Renoir

Playtime (1967)
Jacques Tati

Roma, Cidade Aberta (1945)
Roberto Rossellini

Sedução da Carne (1954)
Luchino Visconti

Tempos Modernos (1936)
Charlie Chaplin

Van Gogh (1991)
Maurice Pialat

Tarde Demais Para Esquecer (1957)
Leo McCarey

Andrei Rublev - O Artista Maldito (1969)
Andrei Tarkovsky

A Imperatriz Galante (1934)
Joseph von Sternberg

Intendente Sansho (1954)
Kenji Mizoguchi

Fale com Ela (2002)
Pedro Almodóvar

Um Convidado Bem Trapalhão (1968)
Blake Edwards

Tabu (1930)
F. W. Murnau

A Roda da Fortuna (1953)
Vincente Minnelli

Nasce uma Estrela (1954)
George Cukor

As Férias do Sr. Hulot (1953)
Jacques Tati

A Terra do Sonho Distante (1963)
Elia Kazan

O Alucinado (1953)
Luis Buñuel

A Morte num Beijo (1955)
Robert Aldrich

Era uma Vez na América (1984)
Sergio Leone

Trágico Amanhecer (1939)
Marcel Carné

Carta de uma Desconhecida (1948)
Max Ophüls

Lola, a Flor Proibida (1961)
Jacques Demy

Manhattan (1979)
Woody Allen

Cidade dos Sonhos (2001)
David Lynch

Minha Noite com Ela (1969)
Eric Rohmer

Noite e Neblina (1955)
Alain Resnais

Em Busca do Ouro (1925)
Charlie Chaplin

Scarface - A Vergonha de uma Nação (1932)
Howard Hawks

Ladrões de Bicicletas (1948)
Vittorio de Sica

Napoleão (1927)
Abel Gance

10 Comments:

At 2:42 PM, dezembro 09, 2008, Blogger Pedro Henrique said...

A lista em si é boa, as colocações nem tanto! Mas isso é o de menos...

 
At 3:07 PM, dezembro 09, 2008, Blogger João Vicente Nascimento Lins said...

A lista é boa, acho legal por que aborda mais filmes europeus, mas acho que falta filmes mais modernos, dizer que não existiu obras primas nos últimos 30 anos em Hollywood é mentira, afinal temos Touro Indomável, Os Bons Companheiros, a Lista de Schindler, Wall-e para não ter que ir muito longe, mas no final das contas não passa de mais uma lista, e não devemos leva-las ao pé da letra, assim como premiações.

 
At 3:23 PM, dezembro 09, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Otávio, aguardo a sua Top 100. Vai dar um trabalho rapaz... E no final vc vai falar para si mesmo: Putz, como deixei esse filme de fora? rsrs

 
At 3:38 PM, dezembro 09, 2008, Blogger Kau said...

Otavio, não vi vários filmes da lista. Mas posso dizer que adoro a presença de Cidade dos Sonhos e Fale com Ela.

Algumas observações: não sabia que gostavam tanto de O Desprezo! Filme espetacular do Godard... e outra surpresa, ao menos pra mim: O Leopardo, a obra-prima de Visconti!

Mas acho que alguns filmes, como O Poderoso Chefão, poderiam estar mais em cima. Lembrando que o filme que considero o melhor do cinema (óbvio, dos que eu vi) não está presente na lista. Trata-se de ...E o Vento Levou.

Abraços!

 
At 4:42 PM, dezembro 09, 2008, Anonymous Vinícius P. said...

Vi apenas sete filmes dessa listas. S-E-T-E!!! Preciso procurar esses longas da lista aos poucos para ter visto todos antes de morrer mesmo. Adorei "Fale com Ela" na lista, acho que é o mais recente, não?

 
At 4:59 PM, dezembro 09, 2008, Anonymous Kamila said...

Tinha lido esta lista há alguns dias e cheguei à conclusão de que ainda tenho que descobrir muitos filmes. Não vi a maioria dos longas listados pela Cahiers Du Cinema.

Beijos!

 
At 5:26 PM, dezembro 09, 2008, Anonymous Denis Torres said...

Assisti 64 filmes dessa lista.

 
At 10:00 PM, dezembro 09, 2008, Blogger Gustavo H.R. said...

A Cahiers é a Cahiers, logo, a lista é respeitável. Tenho muita lição de casa a fazer (leia-se: muitos filmes da lista para assistir).
É lógico que não iria ter nenhum Spielberg, mas enfim...

 
At 1:45 AM, dezembro 10, 2008, Anonymous Wally said...

Vergonhasamente vi menos de 10, mas a lista ficou ótima por fugir do óbvio (apesar da primeira colocação).

Vi recentemente A Marca da Maldade...brilhante!

Ciao!

 
At 4:33 PM, dezembro 11, 2008, Blogger fabiana said...

Sou louca pra ver 'A Caixa de Pandora, louca!

E 'Fale com Ela' me surpreendeu pela indicação!

 

Postar um comentário

<< Home