segunda-feira, janeiro 28, 2008

Monstros sagrados


E os irmãos Coen ganharam o Directors Guild Awards, prêmio outorgado pelo sindicato dos diretores, que coincide com o Oscar de Melhor Direção em 90% das vezes. Vencedor no ano passado, por Os Infiltrados, Martin Scorsese entregou os prêmios a Joel e Ethan Coen, por Onde os Fracos Não Têm Vez.

Mesmo não sendo grande fã do último filme dessa dupla genial, confesso que parece irresistível torcer para os irmãos Coen no Oscar. Sempre gostei deles. Não tanto da fase pós-Fargo. Mas ok. Engraçado é lembrar que Onde os Fracos Não Têm Vez é super complexo e não renuncia em nada ao estilo dos Coen. Quero dizer que não é o tipo de filme que faz a cabeça da Academia. Bom, amanhã eu vou rever Onde os Fracos Não Têm Vez, que tem pré em São Paulo. Espero gostar mais desta vez. Prometo uma nova crítica.


O final de semana não confirmou apenas o favoritismo dos Coen ao Oscar, mas também de outro monstro sagrado: Daniel Day-Lewis. Toda cena que eu vejo de Sangue Negro me passa a impressão de que esse deve ser "o filme".

O grande Daniel Day-Lewis recebeu o Screen Actors Guild de Melhor Ator. Seu agradecimento foi sensacional (veja aqui). Em vez de falar sobre Sangue Negro, ele preferiu homenagear Heath Ledger. Day-Lewis disse que perdemos um talento de verdade e confessou que a cena final de Brokeback Mountain é uma das coisas mais sensíveis que ele já viu.

O Sindicato dos Atores também premiou Julie Christie (Melhor Atriz, por Longe Dela) e Javier Bardem (Melhor Ator Coadjuvante, por Onde os Fracos Não Têm Vez). Bardem é o vilão do filme dos Coen. Ele está ridiculamente assustador. Mas me parece um estilo de vilão que vemos em histórias em quadrinhos. Bem caricato mesmo. Nunca premiaram o Coringa de Jack Nicholson em Batman, mas como Onde os Fracos Não Têm Vez não tem heróis e vilões mascarados, aí pode. Mas Bardem está engraçado no filme. Fui injusto com ele. Enfim, só acho que não é pra ganhar prêmios.

Mas não entendi mesmo foi a vitória da veterana Ruby Dee como Melhor Atriz Coadjuvante, por O Gângster. Nada demais no filme de Ridley Scott. Ruby Dee nem ofusca Russell Crowe e Denzel Washington em cena alguma. Acho que os atores deram um prêmio sentimental a ela.

A estatueta mais importante da noite foi a de Melhor Elenco para Onde os Fracos Não Têm Vez. Como a maioria da Academia é formada por atores, o filme dos irmãos Coen é mesmo favoritíssimo. Parece que ninguém tasca.

15 Comments:

At 3:11 PM, janeiro 28, 2008, Anonymous Vinícius P. said...

Eu ainda não vi "Onde os Fracos Não Têm Vez", mas atualmente acredito que sua vitória no Oscar seja mais do que justa - por todos os prêmios que já ganhou até o momento. Não quero que ocorra com os irmãos Coen o mesmo com o Ang Lee dois anos atrás.

Quanto ao SAG, não vi a cerimônia, apenas um vídeo depois com o discurso do Day-Lewis - emocionante e memorável. E a Ruby Dee eu nem comento que já tô vendo que o Oscar vai fazer burrada...

Abraço!

 
At 3:39 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Ainda não entendi a Ruby Dee... Queria que alguém escrevesse aqui: "Otavio, mas ela mereceu!"

 
At 7:11 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Kamila said...

Otavio, concordo com o que você disse a respeito da Ruby Dee. Ela é uma prévia vencedora do SAG Life Achievment Award e deve ter recebido o prêmio como uma outra forma de homenageá-la pela carreira. Só espero que o Oscar não dê o prêmio para ela. Acho que todas as outras quatro indicadas são mais merecedoras do que ela.

O discurso do Daniel Day-Lewis foi lindo. O melhor momento do SAG Awards. Também adorei o discurso da Julie Christie, uma atriz normalmente avessa a esse tipo de show, mas que foi bem-humorada e estava realmente feliz de ganhar o prêmio.

E acho que, mesmo vencendo o DGA, a festa dos irmãos Coen no Oscar pode ser estragada pelo PT Anderson. Acho, sinceramente, que veremos uma divisão de prêmios nas categorias principais entre os dois filmes.

Beijos.

 
At 7:25 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Hmm... Kamila, vc acha que algum filme ou diretor ainda tem chance contra ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ e os Coen?

Bjs!

 
At 7:50 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Rodrigo Fernandes said...

vendoa lgusn videos aqui na net, tbm percebi o que muitos andaram comentando.. a frieza e desempolgação de mutios atores ao subirem para recebe ro premio... foi totalmente sme graça, sem emoção, tirando logico o discusso perfeito do Daniel... que mostrou ao contrario de bebrrões aoe stilo de Jack Nicholson medem as palavras para falar e sabem falar...
fiquei curioso em assistir ao Gangster só rpa ver o quanto foi "justa" o primeio ir para a ruby, ehhehe...
abraços

 
At 7:55 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Matheus Pannebecker said...

Otávio, depois de você ter esclarecido sua posição lá no blog, entendi o que você quis dizer sobre a comparação entre Juno e Pequena Miss Sunshine.
É estranho ver atores já consagrados ganhando novas estatuetas. Por mais que eu adore a Julie Christie e acredite que ela deve estar ótima em "Longe Dela", acho um enorme pecado a Marion Cotillard sair apenas com o Globo de Ouro dentre as mais importantes premiações da temporada, porque fazia tempo que eu não via uma atuação tão contundente. Sabe, achei uma bobagem essa vitória da Ruby Dee. Ainda não conferi O Gângster, mas certamente a premiaram pelo conjunto de sua obra.

 
At 9:27 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

Pois é, Matheus... Mesmo sem ter visto LONGE DELA, parece uma injustiça não premiar o trabalho de Marion Cotillard.

Abs!

 
At 9:33 PM, janeiro 28, 2008, Anonymous Kamila said...

Otavio, eu acho que o Oscar vai seguir a tendência do ano passado e dividir bem os prêmios entre os filmes indicados. Acho que PT Anderson pode ganhar Melhor Direção, os Coen ganham Roteiro Adaptado e "No Country for Old Men" ganha melhor filme. Assim todos ficam bem satisfeitos.

Beijos.

 
At 9:42 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

É???? E quanto aos atores? Daniel Day-Lewis, Julie Christie e Javier Bardem ganham mesmo? Amy Ryan não ganha mais?

Bjs!

 
At 9:57 PM, janeiro 28, 2008, Anonymous Wally said...

Esse negócio de Oscar ta imprevisível...demais! Como disse no blog do Matheus, a Academia pode a) escolher premiar os veteranos e consagrados ou b) premiar as revelações e os ainda não consagrados. Na opção "a" premiariam Depp, Cottilard e Ryan. Na opção "b" Lewis, Christie e Blanchett. Pode ocorrer qualquer um deles, e pode se misturar. Enfim, complicado e imprevisível.

E Otavio, respondendo aqui seu coment lá no blog vou escrever sim sobre Depois de Horas no blog depois que terminar de escrever sobre os milhões que estão à sua frente. E devo ver De Olhos Bem Fechados hoje mesmo.

Ciao!

 
At 9:59 PM, janeiro 28, 2008, Anonymous Wally said...

Hahahaha, lendo meu coment percebi que inverti o negócio das opções a e b, hahahahahha, por favor ignorem.

 
At 10:39 PM, janeiro 28, 2008, Blogger Otavio Almeida said...

:) Eu entendi, Wally!

Eu sou do grupo que acha que Daniel Day-Lewis já deveria ter ganho seu segundo Oscar por GANGUES DE NOVA YORK...

Mas também penso numa questão: será que a Academia tentará reparar a esnobada a SWEENEY TODD e premiará Johnny Depp?

Depp disputou o Oscar de Melhor Ator por outras duas vezes nesta década.

O que nossa especialista Kamila tem a dizer sobre isso? Johnny Depp pode ganhar, enfim, um Oscar?

Abs!

 
At 9:33 AM, janeiro 29, 2008, Blogger Pedro Henrique said...

Cada dia que passa a ansiedade aumenta para Oscar. Acho que Day-Lewis vai fazer Depp esperar mais um pouco e os Coen devem levar a estatueta para casa também.

Abraço!!

 
At 9:40 AM, janeiro 29, 2008, Blogger Marfil said...

Que cena essa foto do DGA!

 
At 11:51 AM, fevereiro 01, 2008, Anonymous Kamila said...

Otavio, na parte de atuação, acredito que teremos: Day-Lewis, Christie, Bardem e, ECA, Dee (mas não ficaria surpresa de ver Swinton ou Ryan vencendo. Acho que a Blanchett não ganha um segundo Oscar agora).

Beijos!

 

Postar um comentário

<< Home