quarta-feira, fevereiro 25, 2009

O retorno de Arrested Development


Justiça seja feita: Arrested Development, uma das melhores séries cômicas da TV vai ganhar uma nova chance. No ar entre 2003 e 2006, o programa teve ótimas críticas, recebeu prêmios, mas foi ignorado pela maioria do público americano, o que basta para explicar sua vida curta na telinha. Agora, a família Bluth volta para sua vingança, além de um final decente (ou seria um recomeço?), mas bem longe da TV, pois ninguém menos que o atarefado Ron Howard começa a dirigir a versão para o cinema ainda neste ano.

Depois das season finales de Seinfeld (1990-1998) e Friends (1994-2004), Arrested Development foi o melhor representante da comédia na TV antes da chegada das atuais My Name is Earl, The Office, The Big Bang Theory e 30 Rock. Sem falar que é o mais nonsense dessa lista, mas feito com muito cuidado e extrema inteligência. E ao contrário de todas essas, Arrested Development não se desgastou. Parou no auge, embora sem um final digno.

A série só não me matou de rir porque eu queria ver o episódio da semana seguinte. Acho todo o elenco sensacional, passando por Jason Bateman, Michael Cera, Jeffrey Tambor, incluindo os menos badalados Will Arnett, Portia de Rossi e o fantástico David Cross. Criada por Mitchell Hurwitz, Arrested Development teve apoio direto da dupla de ouro Ron Howard/Brian Grazer, respectivamente diretor e produtor de sucessos de crítica e público como Cocoon, Uma Mente Brilhante, Apollo 13, O Código da Vinci e Frost/Nixon. Mas nem isso fez o grande público abraçar o humor incomum da série. Howard, inclusive, era o divertido e irônico narrador dos episódios.

Filmado com câmera na mão, Arrested Development contava as tentativas de Jason Bateman, ou melhor, Michael Bluth, em limpar as sujeiras feitas por sua família insana e faminta por dinheiro, após a conta bancária do clã ter alcançado o fundo do poço. Além de Bateman, que precisou continuar trabalhando após o cancelamento da série, outro nome do elenco ganhou fama no cinema durantes os últimos anos. Falo do menino prodígio Michael Cera, que atuou com Bateman em Juno. Cera também foi um dos garotos de Superbad e será visto neste ano ao lado de Jack Black em The Year One.

Responsável por Pequena Miss Sunshine, Juno e Quem Quer Ser um Milionário?, a Fox Searchlight, divisão independente da Fox, assume a produção prevista para estrear em 2010. Espero mesmo que o projeto dê certo, pois acho que obras de qualidade merecem, no mínimo, respeito. E Arrested Development não o teve. Mesmo com célebres momentos como a "dança da galinha". Não há nada mais retardado do que isso. Veja abaixo.



4 Comments:

At 10:16 PM, fevereiro 25, 2009, Blogger Vinícius P. said...

Eu espero (sinceramente) que esse filme esteja à altura da série, afinal "Arrested Development" foi uma das coisas mais engraçadas que já vi em toda a história da TV. Abraço!

 
At 12:34 AM, fevereiro 26, 2009, Blogger Hélio said...

Tenho a primeira temporada dessa serie, mas nunca conferi. Sempre tem algo na frente... Mas quando terminar todos How I Met Your Mother, começarei a ve-la. So ouço elogios.

Abraços!

 
At 3:35 AM, fevereiro 26, 2009, OpenID cinevita said...

O vídeo ai é hilário! Só faltou Bateman dançar. Ator que admiro muito, alias. E Arnett é sempre engraçado! "Galinhas não batem palmas!" HAHAHAAHAHAHA.

Ciao!

 
At 3:04 PM, fevereiro 26, 2009, Blogger Kau Oliveira said...

Otavio, é birrinha minha, mas eu ODEIO essa série. Achei uma delícia quando tiraram do ar, rsrsrsrsrsrs. Acho que eles inserem um grau de complexidade totalmente desnecessário ali.

Abs!

 

Postar um comentário

<< Home