segunda-feira, agosto 10, 2009

Novas diretrizes em tempos de gripe suína

Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come. O que fazer para a gripe suína
não te pegar quando ir ao cinema não é simplesmente um passatempo, mas um vício?



Todos conhecem o tamanho do estrago que a gripe suína está fazendo pelo mundo. Nas últimas semanas, ouvi da boca de vários mortais que realmente há um certo boicote às salas de cinema sujeitas a espirros e tosses. Descartando a possível hipótese que permite uma chance miseravelmente ridícula de uma sala de multiplex lotar com a presença de pessoas 100% saudáveis, o problema engloba TODOS os cinemas.

Isso porque sites e jornais, além de emissoras de rádio e TV trazem informações e balanços diários das baixas provocadas pelo "marvado" vírus H1N1 no país e no resto do planeta. Uma das consequências diretas alertadas por médicos e outros estudiosos ligados à saúde é o apelo à população de que cada alma viva fique longe de locais fechados, que habitualmente recebam uma grande circulação de pessoas. Mas será que isso está realmente funcionando? Uma coisa é certa: O nível provocado pela maioria das produções em cartaz ajuda o povo a manter a boa saúde.

Mesmo com a prorrogação das férias escolares por causa da gripe suína, as filas diminuiram no último final de semana. De acordo com o site Filme B, o público caiu cerca de 24% em relação ao mesmo período em 2008. A renda, no entanto, despencou em 17%.
Tirando um ou outro filme, claro, o melhor a se fazer é ficar em casa e alugar um DVD.

Mas cinéfilo é bicho teimoso, eu sei bem disso. E como ninguém quer arriscar a vida de ninguém, tem aquela pessoa que deixa os filhos com a sogra e vai ao cinema. É como um torcedor fanático, que mesmo sabendo da violência dentro (e fora) dos estádios, deixa de comprar o famoso leitinho da criança para acompanhar o time do coração. Tendo isso em vista, por que, então, não reduzem o preço dos ingressos? Em tempos de gripe suína, ainda tem cinema em São Paulo que tem a cara de pau de cobrar mais de R$20,00, sendo que passa o mesmo filme numa cidadezinha como Mauá, no Grande ABC, que, não ria, tem boas salas de cinema. Só porque o nível econômico do frequentador habitual deste tipo de shopping pode pagar muito mais para ver um mero filme, não quer dizer que essa pessoa é burra. Como se não bastasse, há um outro cinema em São Paulo que se orgulha de cobrar mais de R$40,00 numa sala VIP, que transforma a poltrona em cama e só falta abanar o rabinho. Agora, pergunto: Será que esses cinemas oferecem seguro contra a gripe suína?

Mas, ok, isso é complicado. Envolve vários tipos de contas e custos. Sem falar que funcionários são pagos etc, etc. Aliás, os cinemas não estão fechados (ainda) e as pessoam continuam saindo de suas casas para ver A Era do Gelo 3, que faz uma carreira extraordinária no Brasil, assim como Harry Potter e o Enigma do Príncipe. Nos EUA, os números comprovam que a estreia de G.I. Joe representou uma das melhores aberturas de todos os tempos para o começo do mês de agosto, que geralmente é bem fraco.

Se não dá pra evitar os filmes (e piratear é uma coisa feia), o que o cinéfilo deve fazer? Aqui vão algumas diretrizes em tempos de gripe suína:

Compre o ingresso com cartão de crédito. Dinheiro é sujo. Em todos os sentidos.

Deixe as crianças com amigos ou familiares. Exija que as babysitters mostrem um bom filme aos seus filhos para que a lição de casa e a preparação cinéfila a longo prazo seja bem feita.

Não compre pipoca ou água ou refrigerante. Nada que exercite sua boca.

Da mesma forma, não "namore" no cinema. Em tempos de gripe suína, isso é over.

Leve o álcool em gel - dizem que existe, mas não achei em farmácia alguma -, passe-o nas mãos e não fique cutucando os braços da poltrona.

Espere as luzes se apagarem, tire a máscara cirúrgica - eu sei que você tem uma - da bolsa e coloque-a de forma correta na região que cobre o nariz e a boca. Dois pontos: Assim você evita o mico. E também não causa pânico na plateia, que pode se assustar ao ver o cidadão entrar na sala com uma máscara em tempos de gripe suína.

Se estiver resfriado, por favor, não vá ao cinema nem sob tortura. Se não puder perder o filme, tome uma injeção na testa para melhorar o mais rápido possível, mas, caso contrário, não vá ao cinema.

Ninguém quer ver os cinemas fechados por causa da gripe suína, então corte a mesada dos adolescentes, que só frequentam shoppings para azarar e ver filmes de ação, terror e comédia imbecil.

Deixe o celular desligado. Não sei bem porque coloquei isso, mas não custa lembrar que educação é o mínimo que podemos esperar de uma pessoa saudável.

8 Comments:

At 10:33 AM, agosto 11, 2009, Blogger Bruno Soares said...

O Hollywoodiano adverte e diverte. hehe

É uma situação muito complicada mesmo e estou, de fato, indo menos ao cinema nas últimas semanas. Ontem não aguentei e fui encarar uma sessão de GI JOE. Aliás, vc se precipitou ao declarar Transformers o pior filme do ano, Otávio. rsrs

 
At 5:48 PM, agosto 11, 2009, Anonymous Vinícius P. said...

Eu mesmo não estou indo ao cinema com frequência, mas não é pela gripe, mas sim pela falta de tempo mesmo - e com tanto trabalho, às vezes é melhor ficar em casa mesmo e ver algo no DVD. A última 'dica' foi ótima, haha.

 
At 5:54 PM, agosto 11, 2009, Blogger altieres bruno machado junior said...

Olá Otavio

É complicado esse negócio de gripe suína. Aqui no sul do Brasil a situação está bem preocupante e as autoridades de saúde estão pedindo para as pessoas evitarem aglomerações. Eu queria ir muito no cinema amanhã para GI Joe: A Origem de Cobra, mas o medo é maior que a vontade de ver o filme, por isso não vou. Quem quiser arriscar que vá, aproveitem enquanto eles locais públicos ainda permanecerem abertos.

Abraço e até mais.

 
At 9:14 PM, agosto 11, 2009, Anonymous Kamila said...

Eu não tenho mudado minha rotina normal por causa da gripe suína. Mas, apreciei o post, Otavio. :-)

Beijos e se cuide!!!

 
At 1:14 AM, agosto 12, 2009, Blogger Pedro Henrique said...

Muito bom de novo. A gripe só incomoda, mas não mudei minhas rotinas no cinema, apenas cuido um pouco mais os espirros e as tosses do vizinho de trás que fica cutucando a cadeira.

 
At 1:58 PM, agosto 12, 2009, Blogger Mayara Bastos said...

Estou numa cidade onde pediram para evitar lugares fechados, por isso andei evitando ir ao cinema, preferi pegar DVDs e ver em casa. Agora é a volta as aulas... rsrsrs.

 
At 8:36 PM, agosto 12, 2009, Blogger Otavio Almeida said...

BRUNO
Devo conferir "G.I.Joe" ainda nesta semana. Abs!

VINICIUS
A última dica é a mais importante hehe... Abs!

ALTIERES
Pior será neste fim de semana, que tem "Brüno" e "Arraste-Me Para o Inferno". Dá pra ficar em casa? Abs!

KAMILA
Não é mania minha não. Mas vale o alerta, né? Também não mudei minha rotina. Só não vi "G.I. Joe" ainda por medo do filme. Bjs! Cuide-se!

PEDRO
Valeu! Saúde! Abs!

MAYARA
Aulas? Já voltaram em sua cidade? Em São Paulo, até agora, só algumas... Bjs!

 
At 2:33 AM, agosto 14, 2009, Anonymous Wally said...

Hahahahaha! Adorei o texto. Muito inspirado.

 

Postar um comentário

<< Home