terça-feira, janeiro 08, 2008

Nada na frente dos Irmãos Coen


Quem diria? Os irmãos Coen cairam nas graças da indústria. Nos bons tempos, os Coen dividiam os créditos em seus filmes. A verdade é que eles sempre dirigiram, produziram e escreveram juntos. Só que Ethan assinava como produtor, enquanto Joel era o diretor. Ambos colocavam seus nomes como roteirstas. Na metade desta década, no entanto, os irmãos pararam com a farsa e resolveram reunir seus nomes nos créditos.

A dupla até já ganhou um Oscar de Roteiro Original, por Fargo (bem melhor que o filme novo deles). Mas pelo queridinho da crítica Onde os Fracos Não Têm Vez, os Coen estão levando grande parte dos prêmios de direção.

Hoje, Joel e Ethan foram indicados pelo sindicato dos diretores por Onde os Fracos Não Têm Vez, ao lado de Paul Thomas Anderson, por Sangue Negro, Tony Gilroy, por Conduta de Risco, Sean Penn, por Na Natureza Selvagem, e Julian Schnabel, por O Escafandro e a Borboleta. Com exceção de Joel Coen, todos foram indicados pela primeira vez, inclusive Ethan Coen. Não adianta. Eles são favoritíssimos. Pelo menos, os caras ganham reconhecimento sem o abandono do estilo independente e marginal, que marcou suas melhores produções.

Na maioria das vezes, o vencedor do prêmio do sindicato bate com o ganhador do Oscar de Melhor Diretor. No ano passado, Martin Scorsese levou esse prêmio, assim como o Oscar. Os Coen concorrem com o "restante" dos cineastas indicados no dia 26 de janeiro.

4 Comments:

At 7:10 PM, janeiro 08, 2008, Anonymous Vinícius P. said...

Acho que "No Country for Old Men" acabou com as chances de qualquer outro filme, não só pela vitória ontem no Critics' Choice Awards, mas especialmente por essa indicação ao DGA. Adorei ver o Tony Gilroy entre os indicados, foi ótimo para aumentar as chances de "Conduta de Risco" no Oscar. E "Desejo e Reparação" já era pelo jeito, uma pena...

Abraço!

 
At 10:33 PM, janeiro 08, 2008, Blogger Rafael Carvalho said...

Pois etava apostando minhas fichas no Paul thomas Anderson e seu Sangue Negro, mas pelo jeito as coisas estão mesmo encaminhadas para os dois irmãos. Mas quem sabe o Oscar não surpreende? Difícil, mas...

 
At 10:35 PM, janeiro 08, 2008, Anonymous Wally - Cine Vita said...

Adorei Fargo (mas não o considero uma obra-prima) e quero muito ver No Country. Porém, no Oscar, estou na torçida por Paul Thomas Anderson e Tim Burton.

Os indicados do sindicato ficaram bem interessantes, não esperava ver Tony Gilroy ai. Mas ele merece ;)

Ciao!

 
At 11:31 AM, janeiro 09, 2008, Blogger Kamila said...

Sem dúvida alguma, "No Country for Old Men" é o grande favorito nas categorias principais do Oscar 2008. O filme tem ótimas chances de conquistar prêmios em melhor filme, direção e ator coadjuvante.

Acho que a grande ameaça aos irmãos Coen seria Paul Thomas Anderson, já que "Sangue Negro" está começando sua jornada nas salas de cinema dos EUA e o buzz em torno do filme parece crescer ainda mais a cada semana.

Beijos.

 

Postar um comentário

<< Home